Porque as pessoas não conseguem trabalho na Irlanda? O que pode estar acontecendo?

Comentários 24 Padrão

Antes de vir pra Irlanda sempre ficava pensando na terrível experiencia que é sair entregando currículo. Quem já passou por isso, acho que 90% da população mundial sabe que não é uma das tarefas mais agradáveis porque entrar num lugar desconhecido para deixar um currículo pode trazer danos psicológicos a qualquer pessoal. O fato de alguém apenas pegar o seu Cv e jogar num canto é muito ruim mais o importante é tentar e tentar. Quando cheguei aqui na Irlanda fiz uns 5 curriculos diferentes e sai por ai entrando em tudo que lugar para deixar meu currículo e deu certo. Consegui 2 chances em restaurantes onde acabei ficando no italiano como falei aqui a pouco mais de 1 ano atrás. Depois que comecei a trabalhar aqui na NED ainda enviei meu currículo pra uma empresa que trabalhar com bebidas, fui chamado e acabei de completar 1 ano lá também. A Stefane quando voltou do aupair também fez essa mesma coisa e saiu pela cidade entregando de porta em porta sem medo e logo no segundo dia conseguiu um teste. Ela esta trabalhando no mesmo lugar até hoje. Nessa parte uma coisa é certa, quanto mais tentar melhores serão as suas chances de sucesso e principalmente de retorno positivo porque a sua grande chance vai ser chegar no lugar em que o cara esta precisando urgente de alguém. Eu sempre falo isso, quanto mais tentar melhores serão as possibilidade de sucesso. Enviar pela internet funciona também só que as chances são menores. Sei ainda que existem dezenas de empregos diferentes mais os empregos iniciais que geralmente pegamos como bar, restaurante, hotel etc.. .certamente indo pessoalmente sua chances crescem consideravelmente.

Essa parte inicial é apenas uma dica porque o grande problema mesmo da maioria das pessoas é a falta de cuidado e principalmente falta de preparo do currículo. Recentemente fui convidado por 2 Irish que tem uma empresa em Dublin para auxiliar no processo de triagem de algum currículos para as vagas que eles procuravam. Nesse caso o currículo foi recebido por e-mail então a primeira parte que eu falei não se aplica mais a parte do currículo é a mesma. Não posso dar muitos detalhes do que se tratava mais posso citar as loucuras que vimos. A grande maioria dos currículos eram de brasileiros e eles me passaram algumas coisas que queriam para conseguirmos chegar a um numero bom de candidatos. Eles não estavam buscando pessoas com grande experiência ate mesmo porque o trabalho era simples e qualquer pessoa pode fazer mais algumas coisas me deixaram assustados e comecei a entender porque tantas pessoas não encontram trabalho. Eu não fui carrasco em nenhum momento até mesmo porque não conhecia ninguém que estava ali e só segui a orientação do pessoal,  nessas oportunidades você não pode privilegiar ninguém e ser profissional acima de tudo claro. Depois disso gostaria de destacar algumas coisas:

– Um currículo tem que ser preparado com carinho para cada empresa porque as pessoas enviam um arquivo com o nome de outra empresa como: Cv. Andre SPAR … eles enviam pro Tesco por exemplo. Esse detalhe faz a diferença. Outra coisa é que você tem que ter um Cv diferente para cada lugar porque não adianta entregar um currículo com experiência de cozinha para trabalhar como atendimento ao cliente. Quando cheguei aqui fiz 6 currículos diferentes, muita das coisas eram mentiras porque nunca tinha feito mais e dai. Eu queria é que o cara me chamasse pra um teste, fato que geralmente acontece. De ser verdade ou não e depois ir bem no teste é outra coisa. Não tem problema nenhum, claro depois você ter que dar conta do teste. Essas dicas claro são para empregos comuns, não estou falando de vagas especializadas ou oportunidades que exigem longos processos de contratação.

– Experiência Fake: Como disse acima não tem problema mentir, claro que não só que temos que saber mentir porque imagine essa situação. Você esta aplicando para uma vaga de cleaner. Ótimo qualquer pessoa sabe fazer esse trabalho só que se você tem vamos supor 30 anos e coloca lá n cv que você trabalhou de cleaner durante toda a vida, poxa tem alguma coisa errada. A geração de hoje é muito ligada e certamente qualquer pessoas conseguiria uma vaga pelo menos em um serviço administrativo. Não adianta também um currículo onde você vai colocar que trabalhou na UNILEVER, HP, NASA, APPLE E PRO GOVERNO SECRETO DOS ESTADOS UNIDOS e vai aplicar para a mesma vaga de cleaner, o cara da empresa vai pensar: Se esse cara é tão foda assim ele não vai aguentar trabalhar aqui. É uma questão de lógica as coisas, tem que mesclar pra dar certo.

– Muitas pessoas colocam referencias do Brasil, eu acho até valido só que dificilmente uma pessoa vai ligar no Brasil para pedir uma referencia. Um site é bem vindo nesse caso. Se você conhece alguma pessoa na Irlanda ai sim faz diferença. Se você ja trabalhou deve colocar o seu antigo boss mais se ainda não trabalhou e tem um amigo Irish esse cara pode te ajudar colocando o telefone dele. Eu sempre falo que o primeiro emprego que é o mais difícil porque ninguém te conhece mais depois desse os outros vão ser fáceis.

– Um currículo organizado e bem dividido chama a atenção pela simplicidade. Aqui não existe um tipo de currículo especifico mais o simples é sempre recomendado. Não adianta encher de coisas porque quase sempre o inglês do google fica muito errado e o dono da empresa vai desistir de ler seu Cv logo no inicio. Coloque logo no inicio o telefone, nome e endereço porque é isso que a pessoa vai querer saber. Aqui ninguém tem habito de colocar dezenas de telefones no Cv principalmente falando se é Vodafone, O2, Tesco enfim … isso é no Brasil aqui todo mundo liga pra qualquer telefone. Quando mais telefones você colocar pior porque o que você colocar pode estar desligado e dificilmente ele vai tentar ligar no outro. Isso aconteceu varias vezes. O Cv aqui é igual ao do Brasil, então não crie um livro que ninguém vai ler.

– Cuidado com as fotos. Nem todas as empresas pedem foto então pode ser que a foto atrapalhe enquanto a ideia é ajudar. Se for colocar uma foto escolha uma foto apropriada porque recortar foto de festa de colocar não ajuda em nada. Nada como uma foto bonita com uma roupa adequada. Algumas pessoas colocaram fotos até com copo na mão…. lamentável.

– Pra essas vagas que eu ajudei eles não queriam saber no que as pessoas tinham trabalhado e eles estavam olhando mesmo a idade e principalmente se já tinham trabalhado na Irlanda porque isso indicava que a pessoa já tinha pelo menos uma pequena experiência aqui. Se você não tem nenhuma referencia da Irlanda não tem problema porque se o cara precisar ele vai te chamar mesmo sabendo que você nunca trabalhou por aqui.

Eu poderia aqui enumerar pelo menos uma dezenas de coisas malucas que vi nos currículos mais todo mundo já esta cansado de saber essas coisas e ainda continuam insistindo no erro. A falta de qualificação sempre é um fator que pesa muito na hora de uma contratação, você pode até nunca ter trabalhado em nada mais se conseguir fazer um Cv legal com certeza a pessoa vai se interessar por você.

Nesse caso como disse os caras pegaram Cv pela internet mais em 90% das vezes você tem oportunidade de estar frente a frente com o gerente então é tentar ser convincente e chamar atenção do cara. Se tiver uma placa do lado de fora da empresa solicitando um staff você já tem metade do caminho andado mais não adianta chegar e jogar o Cv no balcão, ir entregar currículo em turma. Você tem que chegar perguntar pela vaga, se apresentar e falar em menos de 30 segundos da sua experiência para essa vaga e tentar de toda forma descolar um teste, só depois disso entregue o Cv. Claro que não é todas as vezes que você vai ter a chance de fazer isso mais pergunte pelo gerente e mesmo se ele for Brasileiro fala em inglês porque é triste quando as pessoas chegam e falam ….. você é Brasileiros né .. … pqp.

Se você analisar tudo que eu escrevi acima não é nada diferente do que geralmente “temos” que fazer o Brasil então é se preparar e não apensar sair jogando currículo pela cidade.

Novos Ventos

Comentários 6 Padrão

Olá pessoal espero que tenham passado um ótimo final de ano e iniciado 2012 com o pé direito.

Bom, nem todos sabem mas eu já voltei pra Dublin. Depois de quase seis meses com minha família Irish retomei meus estudos na NED e fiquei muito surpresa, pois meu inglês deu um UP bem legal já que quando cheguei na Irlanda não sabia falar quase nada e fui direto pro basicão. Agora quando voltei fui para o level 3, o que me deixou muito feliz . Claro ainda não estou satisfeita porque meu inglês necessita muito mais pra ficar bom, ou seja , mais estudos…..

Como havia dito voltei dia 8 de novembro e comecei a frequentar as aulas normalmente e depois de uns quinze dias nessa rotina minhas “férias” acabarão e comecei a procurar outro trabalho já que grana é uma coisa que acaba rápido ainda mais quando se esta atoa sem fazer nada. Refiz meus currículos colocando agora a referência da família Irish e uma carta de recomendação que a família fez questão de me dar (meu muito obrigado á família Drumm). Nos primeiro dias enviei só pela internet e pelo FAS que uma instituição Irlandesa que auxilia pessoas em busca de trabalho.

No dia 7 de dezembro resolvi começar a distribuir pessoalmente, passei pelo Temple Bar e depois fui pela região da Grafton e entreguei em três lugares: uma farmácia, um café e um pub (só em lugares que tinham placas de precisa-se) em dentro de meia hora que havia terminado e já estava indo pra casa meu telefone tocou, era o Kevin o dono do Taste Café que perguntou se estava interessada em trabalhar, disse de cara que sim então ele pediu pra ir no outro dia fazer um teste e com roupa toda preta (staff). Fiquei tão feliz porque sabia que seria legal.

No dia seguinte como combinado fui ao local e fui apresentada a equipe que me recebeu muito bem como parte da família e logo comecei a ser introduzida na arte de atender as pessoas, coisa que ate então eu só havia feito como recepcionista de festas mais nunca trabalhando com comidas espectaculares e cafés que são maravilhosos. Os dias que se seguiram foram muito corridos, pois estávamos em época de festas e eu não tive muito tempo pra aprender quase nada. Me esforcei ao máximo pra pegar o ritmo da coisa e cheguei a uma conclusão: meus chefes são bem legais, contratar uma pessoa que fala inglês intermediário na véspera do natal e que não tinha experiência com comida… sou eternamente grata.

Aprendi que realmente o brasileiro é querido por todos os povos do mundo seja pelo sorriso, felicidade constante ou a amizade que temos com qualquer um que entre na nossa vida… Sinceramente não sei explicar.

Agora que as coisas estão mais tranquilas e as festas passaram, estou treinando o cardápio e estudando muito e a cada dia me apaixono mais por esse lugar!

Gostaria de agradecer ao pessoal do Taste of Food que me recebeu tão bem e aos meus chefes Kevin e Eamon que me deram esta oportunidade. Valeu galera!

Trabalho parte 109821093

Comentários 5 Padrão

Um assunto que circula muito na internet e quase sempre com opiniões pessimistas é em relação a trabalho. Me lembro muito bem que exatamente nesse mesmo mês do ano passado estava com a caneta na mão pra sacramentar a vindo pra Irlanda e o que via nos blogs e principalmente no orkut (sim ainda existia) dava muito medo porque sabia que teria que buscar um trabalho logo de cara pra pagar as despesas da viagem e ainda me manter aqui. Era cada coisa que a imagem que eu tinha é que os irlandeses estão morrendo de fome na rua, a crise tinha acabado com tudo e o pais estava naufragando. Os Brasileiros segundo noticias daquela época dadas pelo próprio pessoal dos blogs e internet diziam que todos estavam fazendo fila no aeroporto pra voltar pro Brasil e os que ainda insistiam em ficar aqui estavam mendigando nas ruas por falta de trabalho. Bem logo depois em março desse ano cheguei aqui e vi um cenário totalmente diferente. Claro a crise esta tensa e prejudicando toda a Europa mais para nos estudantes que estamos na base da pirâmide em relação a trabalho acredito que tudo continua normal. Os mais atingidos por essa onda de demissões em massa são bancários, executivos, administradores, pessoas que estão no alto da pirâmides. Dizem que antes dessa crise era mais fácil conseguir uma vaga num pub, num hotel, uma panfletagem ou limpeza de banheiro. Pelo que vi de março até agora então antes era só passar na rua que um empregador te jogava um laço e te punha trabalhar logo depois que você descia do avião porque mesmo assim todo mundo arruma trabalho, como pode isso?

O cenário que eu vi até agora é o seguinte resumindo de uma forma simples e de fácil entendimento:

QUEM REALMENTE PRECISA TRABALHAR CONSEGUE TRABALHO.

Essa é a maior verdade que eu vejo pelas ruas Dublin e principalmente entre os estudantes. Cada um tem um foco e um interesse. Eu vejo um cenário exatamente igual ao do Brasil, tem que correr muito, lutar pelo seu espaço, criar relações que possam te indicar a alguma coisa e principalmente ter força de vontade. Uma pessoa de uma comunidade do orkut na minha época de pesquisa sempre dizia: DUBLIN É PARA OS FORTES. Confesso que ficava com medo daquilo mais hoje fico feliz por saber que sou forte porque estou conquistando meu espaço em tudo que faço. Realmente Dublin é para os fortes mais também para quem tem força de vontade, quem tem um ideal e para quem luta por seus objetivos na vida. O que eu mais vejo são pessoas com 1 ou 2 empregos. Pessoas lutando e correndo atrás do primeiro emprego, que é o mais difícil, depois as coisas vão aparecendo e aparecem até empregos que a gente não pensava, depende de cada um como falei.

Bem eu estou trabalhando na escola NED e também tenho um segundo emprego que é de vender bebidas em estádios e show, esse eu consegui enviando currículo mesmo. Em abril eu fiquei sabendo desse cara que contratava Brasileiros, enviei um currículo, um tempo depois ele me chamou fiz a entrevista e fiquei esperando. Eu já nem lembrava mais disso quando ele começou a me chamar. Primeiro trabalhei no Aviva Stadium num jogo de futebol da Seleção Irlandesa vendendo cachorro quente e Refri. Bem, um mês depois ele me chamou de novo para 3 eventos seguidos agora faço parte do time dele, pelo menos foi o que ele me disse. É um trabalho de vez enquando mais que da uma graninha muito boa que quase da pra pagar o aluguel em poucos dias e como sempre acontece nos finais de semana ou a noite é tranquilo pra conciliar.

Bem meus 3 outros dias foram nesse final de semana. Na sexta passada eu trabalhei no show do Red Hot Chili Peppers e na segunda e terça no show de Katy Perry. Bem para esses dois eu até tirei uma fotinha escondida mais não posso publicar porque se cair no face do meu boss to ferrado. Foi muito louco todos os 3 dias com o O2 lotado, os shows demais né, Red Hot nem precisa falar nada, muito louco. Claro que não deu pra ver o show inteiro mais digamos que vi mais de 30% e ouvi 100%. Na Katy Perry mais mulecadinha, muitas crianças. O Show dela é mais adolescente mais muito bem produzido e muito animado. Nesses eu vendi sorvete e picolé rsrsrrs estranho né, sem falar no algodão doce que as meninas estavam vendendo. Achei uns vídeos no youtube pra ilustrar essa façanha de ver 3 shows internacionais em 5 dias hehehe e ainda receber pra isso, claro.






Coisas interessantes que podem acontecer num intercâmbio.

Trabalho fixo + part time

Comentário 1 Padrão

Completo essa semana 1 mês de trabalho na escola NED. Graças a Deus e meus amigos estou indo muito bem e a tendência é melhorar mais ainda com o crescimento de um network bacana. Com esse trabalho vou me manter aqui e ainda pagar as parcelas do meu curso e passagem aérea que faltam e ainda quem sabe sobrar uma graninha pra viajar de vez enquando. Mesmo tendo trabalho fixo é claro que procuro me ocupar nas horas vagas porque temos que aproveitar ao máximo cada minuto de um intercâmbio. Quando cheguei aqui em março logo fiquei sabendo de uma empresa que contrata pessoas para trabalhar com vendas de refrigerante, cerveja e cachorro quente em festas, shows, jogos e eventos em geral. Na época enviei meu currículo e depois de 7 semanas me chamaram pra uma entrevista, fui, passei e meu nome ficou na lista de espera. Passados quase 6 meses recebo um e-mail da empresa perguntando se ainda tinha interesse, disse sim claro. Como esses eventos são sempre a noite ou no final de semana posso me organizar de forma que não atrapalhe minha atividade principal.

O trabalho era vender refri e cachorro quente no jogo Irlanda x Eslováquia no Aviva aqui em Dublin, jogo válido pelas eliminatórias da Eurocopa que vai acontecer na Polônia e Ucrânia no ano que vem. Como se tratava de um jogo organizado pela UEFA não podíamos vender os produtos nas arquibancadas então ficamos nos portões de acesso e corredores externos perto dos outros bares fixos do estádio. Foi uma experiência muito bacana e diferente, pesada também porque afinal 24 garrafas de 500ml nas costas não é tão leve assim entretanto os 60 cachorros quentes em outra mochila na parte da frente ajudam a controlar o peso e tudo dá certo no final. Tirei algumas fotos antes de iniciar os trabalhos porque depois que o boss chega temos que entregar celulares, carteiras e outros objetos que estejam no bolso. Na entrada recebemos uma camiseta padrão para os staff que trabalham em qualquer atividades dentro do estádio. Foi muito bacana uma pena que na hora do jogo não estava com nada pra tirar foto porque estádio cheio é muito lindo, a grana é um tapete e mesmo com tudo isso a seleção laranja e verde só empatou em 0x0 com a Eslováquia. Eu iria trabalhar por esta mesma empresa hoje no show da Rihanna mais fui cortado da lista final :(, tenho outros 3 eventos pra esse mês com eles, vamos ver se dá certo… ao final de pouco mais de 2 alunos, tinha 30 euros no bolso e muita historia pra contar da minha primeira vez como vendedor de cachorros quente……

Este slideshow necessita de JavaScript.

COMO CONSEGUI ESSE TRABALHO? Corri atras, é como sempre digo aqui no blog… se você correr atras as coisas acontecem e logo logo todo mundo se acerta no primeiro trabalho e até mesmo o segundo.

Oportunidade para quem esta procurando emprego

Deixe um comentário Padrão

Dear André,

Jobs.ie is delighted to be working with the Irish Sun to bring the “Get Ireland Working” roadshow to a province near you. Each event is free and you’ll get practical advice on CV writing and interview preparation, learn about the training opportunities available and find out about internships and jobs near you.

With a variety of guest speakers ranging from recruitment specialists to business leaders the “Get Ireland Working” roadshow aims to provide relevant and useful information to help people get back into the workplace.

Each venue will host two events a day lasting three hours each. Jobseekers will be invited to engage with panelists during the seminar sessions which will last for one hour and will be followed by two hours of break-out sessions where guests can select areas where they would like further advice.

The Roadshow Schedule

Limerick, Tuesday, September 27th 2011
Location: Strand Hotel, Ennis Road, Limerick
Time:10am – 1pm and 2pm – 5pm

Galway, Thursday, September 29th 2011
Location: The Meyrick Hotel, Eyre Square, Galway
Time:10am – 1pm and 2pm – 5pm

Sligo, Tuesday, October 4th 2011
Location: Sligo Strand Hotel, Strandhill Road, Sligo
Time:10am – 1pm and 2pm – 5pm

Dublin, Thursday, October 6th 2011
Location: Davenport Hotel
Time:10am – 1pm and 2pm – 5pm

Jobs.ie will be at every roadshow so why not come over and say hello? We can review your CV, and show you how Jobs.ie can work for you in your job hunt.

We hope to see you there.

All the best
The team at Jobs.ie

E-mail recebido pelo site www.jobs.ie

New Job, New Life

Comentários 36 Padrão

Primeiro dia é sempre aquela mistura de alegria e tensão hehehe

É com muita alegria que compartilho com vocês a novidade que estou em um novo emprego. Na última semana postei um conteúdo falando das dificuldades e desafios do meu trabalho no restaurante e como sempre disse aqui, sempre acreditei que um dia as coisas iriam melhorar. É confesso que essa “melhora” aconteceu até antes da minha previsão. Recebi um convite do diretor da escola NED para integrar o time de marketing e trabalhar ainda com auxilio, vendas e orientação de alunos ou seja, estarei trabalhando na minha área de formação e isso me deixar muito feliz e realizado porque sempre luto muito pelos objetivos traçados na minha vida. Tecnicamente continuarei fazendo o mesmo trabalho que já faço aqui no blog: orientação, dúvidas, dicas e principalmente auxilio aos estudantes que estão planejando ou já estão efetivamente em Dublin. O melhor é que terei mais tempo e poderei dar informações mais seguras e paltadas nas leis de imigração e na realidade dia a dia na rotina dos estudantes porque terei mais contato com outras pessoas, conhecerei outras historias e poderei compartilhar mais ainda nossas vidas por aqui. Terei condições de trabalhar melhor as orientações sobre visto, documentação e todos os assuntos burocráticos de um intercâmbio.

Por um motivo profissional e ético evitarei dar minha opinião sobre outras escolas já que estarei trabalhando com vendas de cursos da NED, entretanto estou aberto para discutir, informar e ajudar da mesma forma que sempre fiz aqui no blog. Nesse ponto não importa se você é aluno da NED ou de outra escola, ou ainda nem comprou seu curso. Estou à disposição sempre.

Claro que não vou encher o blog de propaganda da escola mais estarei sempre postando condições diferenciadas e promoções porque estando aqui dentro é bem mais fácil negociar uma condição, discutir uma ajuda a mais e estudar cada caso.

Bem meu queridos(as), tenho que agradecer primeiro a Deus por essa oportunidade e a todos que sempre torcem pela gente, agradecemos de coração mesmo e já sabem qualquer coisa é só perguntar.

Quem quiser pode adicionar meus contatos pra gente bater um papo.

Facebook
Orkut
Twitter
Youtube
MSN: andrejhs@hotmail.com
Skype: andrejhs

PS. Eu só deixei o trabalho no restaurante porque recebi esse convite da NED, afinal mesmo com as dificuldades extremas não iria desistir tão cedo. #ficaadica

Pedi demissão

Comentários 16 Padrão

Chegou ao fim minha jornada de trabalho no restaurante onde estive nos últimos 3 meses. Foi um tempo muito bom na minha vida, não pelo trabalho porque ralei pra caramba. Quando digo pra caramba o problema não foram as quase 13 horas diárias e nem o salário bem abaixo do mínimo. A grande dificuldade que encontrei foi a língua e a adaptação com o estilo e condição de trabalho, foi foda. Claro que já sabia que poderia ser assim afinal passei quase 1 ano planejando e estudando tudo por aqui. Acredito que esse tenha sido um fator determinante para encarar e aguentar tudo que aconteceu nesses 90 dias. Eu sempre digo aqui no blog que temos que ter foco e esquecer do resto porque se fosse analisar bem, logo na primeira semana já tinha “vazado” como fiz algumas vezes no Brasil em trabalhos onde não me senti a vontade ou não encontrei boas condições.

Quando comecei o trabalho por lá estava com 20 euros no banco e se não tivesse aguentado firme certamente teria voltado pra Brasil porque minha grana já tinha acabado (vim com a grana planejada para 3 meses e assim aconteceu, cada euro foi planejado e assim utilizado) então sempre pensava pra frente e que aquilo não era minha vida real e nem ficaria ali pra sempre. (Repita essa especie de mantra se você esta nessa situação, ajuda muito hehehe). E como sempre pensava não foi pra sempre, só por 3 meses. Hoje estive lá pela manhã e avisei da minha saída. Agora tenho que ficar ainda 1 semana numa espécie de aviso prévio porque os 5 primeiros dias de trabalho lá ficam retidos para que ninguém saia de repente e deixe o boss na mão. Depois dessa semana acerto tudo e “dou linha na pipa”.

E o que tem de bom nisso tudo? Descobri que meus limites são bem maiores que imaginava, descobri que a paciência é uma das minhas virtudes e que consigo suportar bem condições psicológicas extremas e acima de tudo tenho muita perseverança e força de vontade. Descobri ainda que tenho um porto muito seguro que é a minha linda Stéfane, ela me ajudou muito nos momentos difíceis em que pensei em desistir e literalmente chutar o balde. Quando diziam que vim com a namorada seria bom para ter com quem compartilhar as dificuldades não imaginava que isso seria tão necessário e bom….. realmente fez a diferença porque a pressão psicologia é muito grande, ou aguenta ou desiste de tudo e volta pro Brasil, isso não é nada fácil, nada bom.

Enfim, fim da linha pra mim nesse job.