Como anda a nossa vida?

Comentários 2 Padrão
Anúncios

Orçamento – Intercâmbio na Irlanda

Comentários 31 Padrão

Retornamos ao Brasil em maio de 2014 mas seguimos o nosso trabalho de orientação e orçamento com as escolas parceiras em Dublin. Alias, foi assim que nasceu o blog e todo o nosso trabalho. Fiquem a vontade para perguntar e tirar dúvidas conosco. Preencha o formulário com nome, email e informações sobre o curso como tempo de curso, previsão de embarque, etc. Depois de enviado você receberá um contato dentro de 48h.

E-mail andrejhs@hotmail.com
Facebook ou
Skype: andrejhs

Quer compartilhar essa novidade no facebook, clique aqui

Aguardo seu contato, abraços

Haka, um patrimônio do rúgbi mundial

Deixe um comentário Padrão

Tradição da cultura Maori, população nativa descendente dos polinésios do sul da Ásia, que habitam as Ilhas da Nova Zelândia há cerca de 1000 anos, o Haka é o nome dado a todos os tipos de dança desse povo, sendo praticado por homens, mulheres e crianças.

Segundo o povo Maori, Tama-nui-to-ra, o Deus do Sol, possuía duas mulheres. Uma, Hine-raumati, representava o verão, e a outra, Hine-takurua, simbolizava o inverno. Da união do Deus do Sol e sua mulher de verão nasceu Tane-rore, a quem foi creditada a origem da Dança. Tane-rore representa o vento nos dias quentes de verão e é coreografado nas danças pelo tremor das mãos.

O Haka é uma dança que demonstra a paixão, o vigor masculino e a identificação com a raça Maori. Ela é usada tanto para dar boas vindas quanto para intimidar tribos inimigas – sendo assim, a reputação tribal variava dependendo da capacidade da tribo de executar o Haka.

A seleção neozelandesa de rúgbi, conhecida como All Blacks, executou o Haka pela primeira vez em 1884 em um tour pela Austrália. Em 1889, a Nova Zelândia, formada apenas por nativos, foi a primeira colônia inglesa a excursionar pelo Reino Unido e, na ocasião, fez o Haka com roupas típicas Maoris, no início do primeiro jogo. Assim, ficou decidido que o fariam antes de cada partida. No entanto, relatos dizem que o Haka dançado naqueles dias não foi o tradicional e mais conhecido, o Ka Mate, que é utilizado atualmente pelos All Blacks.

Em 1900, durante a guerra Boer, soldados cantavam o Haka Ka Mate pensando estar dizendo: “Matem-no! Fatiem-no! Batam nele!”. A tradução correta e a fama da dança Haka Ka Mate só se tornou conhecida em 1901, quando os guerreiros de Ngati Kanhungunu executaram a dança para recepcionar o Duque de Cornwall em Rotorua.

Diz a lenda que Te Rauparaha escreveu o Ka Mate para comemorar a sua fuga da morte durante um incidente em 1810, quando se escondeu embaixo das saias de uma mulher.

Hoje em dia, as seleções neozelandesas de rúgbi na modalidade XV realizam o Haka Ka Mate antes do início de cada partida. Já a equipe da modalidade Seven executa a dança apenas ao final do torneio em que se sagra campeã. O ritual é iniciado sempre pelo jogador maori mais velho da equipe, que não precisa necessariamente ser o capitão.

O Haka se tornou um patrimônio do rúgbi mundial. Imagens dessa dança são utilizadas para a divulgação do esporte no mundo todo e, realmente, chamam a atenção das pessoas, mesmo que não conhecem a modalidade.

A reputação da seleção da Nova Zelândia, considerada a melhor equipe de rúgbi do mundo, contribui muito para a credibilidade desta dança. Afinal, é um privilégio e um sonho para qualquer jogador de rúgbi do mundo um dia estar de frente para os All Blacks, enquanto os neozelandeses realizam o Haka.

Outras seleções também realizam danças antes das partidas de rúgbi, como por exemplo Fiji, Samoa e Tonga, mas nenhuma tem a repercussão mundial do Haka da Nova Zelândia. E isso, sem dúvida, se deve ao que os neozelandeses fazem em campo após a realização desta dança.

Em 2005, inesperadamente, a Nova Zelândia apresentou-se em uma partida executando um novo tipo de Haka, o Kapa o Pango, que é mais específico ao rúgbi. Na verdade, trata-se mais de um complemento ao Ka Mate do que uma substituição, sendo usado em ocasiões especiais. Ao final desta dança, os jogadores fazem um sinal simulando o corte da garganta, o que causou um desconforto na comunidade do rúgbi mundial, mas não foi descartado.

Abaixo estão as traduções das duas letras – do Ka Mate e do Kapa o Pango. Não deixem de assistir aos jogos deste Mundial, principalmente aos da Nova Zelândia. Ainda mais agora que vocês já entendem melhor o que significa este ritual maori.




Haka Ka Mate:

Ringa pakia! (Bata as mãos nas coxas)
Uma tiraha! (Estufe o peito)
Turi whatia! (Dobre os joelhos)
Hope whai ake! (Deixe o quadril seguir)
Waewae takahia kia kino! (Bata o pé o mais forte que puder)
Ka mate, ka mate (eu morro, eu morro)
Ka ora, ka ora (eu vivo, eu vivo)
Tēnei te tangata pūhuruhuru (Este é o homem peludo que está em pé aqui)
Nāna nei i tiki mai whakawhiti te rā …(Que trouxe o sol e o fez brilhar)
Ā upane, ka upane (Um passo para cima, outro passo para cima)
Ā upane, ka upane (Um passo para cima, outro passo para cima)
Whiti te rā, hī! (O sol brilha)

Haka Kapa o Pango:
Kapa o pango kia whakawhenua au i ahau!
Hi aue, hi!
Ko aotearoa e ngunguru nei!
Au, au, aue ha!
Ko kapa o pango e ngunguru nei!
Au, au, aue ha!
I ahaha!
Ka tu te ihiihi
Ka tu te wanawana
Ki runga ki te rangi e tu iho nei,
Tu iho nei, hi!
Ponga ra!
Kapa o pango, aue hi!
Ponga ra!
Kapa o pango, aue hi, ha!
Hii!!!

Tradução

Deixe-me transformar um com a terra
Esta é a nossa terra que treme
E é o meu tempo! É o meu momento!
Isto nos define como os All Blacks
É o meu tempo! É o meu momento!
Nossa dominação
Nossa supremacia vai triunfar
E seremos colocados ao topo
Samambaia de prata!
All Blacks!
Samambaia de prata!

All Blacks!

Fonte: Terra

Eu gosto muito de futebol, sou torcedor apaixonado do cruzeiro mais a cada dia gosto mais do rugby, a cada jogo que acompanho aprendo mais das regras e vou entendendo esse esporte fantástico de muita raça, bem diferente do futebol atual (vide meu cruzeiro).

BBC – The Story of Ireland

Comentários 2 Padrão

Encontrei esse documentário fantástico sobre a Irlanda. São 4 partes de muita historia e fatos que me deixaram ainda mais cativado por essa terra. Produzido pela BBC o documentário conta várias partes da incrível historia desse povo que passou por todas as eras que estudamos nos livros de historia, desde a era medieval passando pelas invasões, conquistas, guerras e finalmente a construção da nação.




Não digam pra ninguém que eu disse isso aqui, mais quem quiser baixar em qualidade HD é só pedir os arquivos torret pelo e-mail andreestefane@hotmail.com que eu envio. Só consegui a versão em inglês mais é bom pra ir treinando o listening.

Dublin On Foot esta de volta !

Comentários 2 Padrão

Pelo menos alguns videos hehehehe. Organizando um pouco as milhares de fotos e videos que já tirei na Irlanda achei alguns alguns que ainda não foram postados, então para esse final de semana vamos ficar com 3 deles. Para quem chegou no blog nesse mês o Dublin On Foot é uma sessão onde faço imagens com uma câmera fotográfica para mostrar um pouco das ruas e lugares da cidade. A produção é simples, ou seja, kkkkkkk. abraços e ótimo final de semana.



Quem quiser ver os outros videos basta clicar aqui.

Você já conhece nosso serviço de Transfer?
Ele te recepciona no aeroporto e te leva até sua acomodação, tudo simples, rápido e seguro. Quer saber o melhor: PREÇO JUSTO. Veja mais informações aqui.