O que vai mudar com as novas regras de imigração na Irlanda?

Comentários 8 Padrão

O assunto é complicado e sempre gera muitas informações distorcidas causando pânico e problemas. A primeira coisa que você precisa fazer é buscar apenas informações oficiais nos sites dos órgãos competentes. A segunda coisa é sempre ter contato com sua agência/escola e por fim seja flexível porque mudanças sempre acontecem, principalmente se tratando de imigração.

visto-635x362Em 2010 planejando meu intercâmbio estava com tudo quase pronto e já pelo final do ano veio a bomba das mudanças nas regras de imigração da Irlanda. No primeiro momento fiquei realmente preocupado e pensei que o sonho seria destruído. A primeiro coisa que eu fiz foi entrar em contato com as pessoas responsáveis pelo meu curso para saber o que estava acontecendo porque todo mundo estava surtando no orkut (sim, isso mesmo. O finado Orkut era a principal fonte de informações vindas da Irlanda). O fato mais relevante era sobre o valor a ser declarado que iria passar de 1000 para 3000 euros para o curso de ano. O segundo ponto era que o GTA não poderia ser usado para tirar o visto Irlandês (pelo menos o bronze basicão). Depois de entender as mudanças alterei minha programação para dar tempo de chegar antes do prazo final principalmente por causa do valor a ser declarado que no caso era muita grana e não conseguiria num espaço de tempo tão curto. Me planejei, viajei e deu tudo certo.

Como disse nos comentários de algumas perguntas tudo é muito novo e o governo da Irlanda sempre deixa alguns pontos em aberto e foca apenas em algumas mudanças mas significativas. Eu passei por essa mudança nas vésperas do meu embarque e depois por outras de menor impacto durante o meu tempo na Irlanda. O certo é que as coisas estão mudando e tudo isso visando proteger os alunos e criar um sistema mais forte. Na minha opinião o ponto que mais vai afetar os alunos é justamente sobre trabalho. A partir de janeiro os alunos poderão trabalhar full time apenas durante o verão e depois num pequeno período entre dezembro e janeiro. Esse novo cenário vai prejudicar um pouco aqueles que tem o projeto de se dedicar ao trabalho durante as férias do curso entretanto nem tudo está perdido. O certo é que todo mundo vai poder continuar trabalhando e isso já é muito bom. Em vários países os alunos não podem trabalhar de jeito nenhum, imagina? Isso séria realmente muito ruim mas no caso da Irlanda essa autorização segue normalmente.

Mas André, se eu trabalhar apenas meio período conseguirei pagar minhas contas?

Essa pergunta deve estar sendo feito por todo mundo porque eu mesmo me faria nessa situação. A resposta é sim, claro, você conseguirá se manter e ainda poderá viajar com certeza. Diferentemente do Brasil onde temos que trabalhar muito para ter uma vida mais ou menos na Irlanda se você trabalhar meio período tudo correrá bem. Faça uma conta simples: 4 horas por dia x 8,65 (remuneração) x 5 (dias por semana) = 692 euros por mês. Esse valor vai ser suficiente para pagar todas as despesas e até viajar se você conseguir se organizar. Claro, trabalhar o dia todo e ganhar quase o dobro seria muito melhor mas pense positivo porque o governo poderia cortar a possibilidade de trabalhar e ai sim séria terrível. Esses valores são apenas para exemplificar porque existem salários um pouco maiores como é o caso de quem trabalhar em PUB, grandes empresas etc.

Sobre valores para sobrevivência em Dublin tudo depende da rotina de cada pessoa. No início temos uma tendência a cortar gastos e viver com um mínimo possível afinal somos apenas estudantes. Depois com o passar do tempo e os primeiros empregos vamos aumentando a qualidade de vida aos poucos. No início da minha jornada em Dublin eu gastava muito pouco porque era necessário. Quem acompanha esse blog já viu os milagres que fizemos ao passar a semana com 10 euros de alimentação para cada um. Depois com o inglês melhorando e os empregos fixos esse valor mudou drasticamente e assim deve ser com todos. Eu sempre aconselho levar uma vida de pobre porque tudo é muito novo e cada centavo pode fazer a diferença mas pra frente. Não tente ter uma vida de rei logo de cara porque as coisas podem complicar. Os 3000 euros parecem muito e um ditado ouvido em Dublin exemplifica esse cenário: NO INÍCIO TIRAMOS DINHEIRO COM O BALDE E COLOCAMOS COM O CONTA GOTAS (as vezes).

8874677_orig-660x438

Eu sei que existe o lado negro da história também e como hoje muitas pessoas trabalham full time durante o curso acredito que muitas pessoas vão pode continuar trabalhando full time mesmo depois das mudanças a não ser que o governo pegue mesmo no pé das empresas e comece uma fiscalização intensa no mercado de trabalho. Esse não é um erro das escolas mas porque são as próprias empresas que oferecem o full time não estão nem ai para cartas etc. Eu acredita que esse cenário vai continuar existindo ainda por muito tempo. Veja bem as pessoas que trabalham como aupair e ganham valores as vezes menos que a metade do mínimo ou até mesmo 100 euros por semana (valores de 2011, 2012 e 2013). Geralmente meninas precisam aceitar esse desafio para poderem se manter na Irlanda até acabar o curso ou aparecer um emprego melhor. Isso não acontece em todos os casos mas elas chegam a trabalhar 10, 12 horas por dia recebendo 100, 120 euros por semana. Esses buracos na lei vão continuar acontecendo não só na Irlanda mas em todos os países.

Sobre as escolas esse processo de mudança começou em 2013 mas veio a tona somente em abril desde ano depois de um jornal local divulgar amplamente vários problemas principalmente relacionados com “escolas fantasmas’. Até agora 7 escolas encerraram suas atividades, fato visto por esse blogueiro como bom para os alunos e até mesmo para o mercado porque quem antes prostituía o setor não esta mais em atividade.

Eu acredito que novas mudanças serão anunciadas no decorrer dos próximos meses porque alguns pontos ficaram sem explicação no comunicado divulgado nessa semana. Como dito antes, tudo isso visa proteger os alunos para a criação de um sistema forte e sério tirando instituições de fachada que acabavam prejudicando todo mundo. Para os alunos resta apenas ter paciência e estudar a melhor forma de se adaptar as novas realidades.

Qualquer dúvida pode perguntar que estou a disposição para ajudar nesse processo.

Anúncios

8 comentários sobre “O que vai mudar com as novas regras de imigração na Irlanda?

  1. Ola Danusia, obrigado pelo contato … posso te ajudar com algumas duvidas sim.. vamos lá:

    – Li em um post ao qual você destaca a dificuldade em entender ingês no inicio. Isso acontece com a maioria dos intercambista? Esse é meu maior medo.

    Sim, claro. O choque inicial é muito grande para quem já sabe ou para quem ainda não tem nenhum nível de inglês. Essa adaptação leva um tempinho mas depois passa. Acontece a mesma coisa quando você volta ao Brasil depois do intercâmbio. O cérebro fico meio perdido nos primeiro dias.

    2 – Bom, ainda não cheguei na parte na qual você fala sobre sua estadia, foi república?

    Fiquei 1 semana na acomodação estudantil e depois aluguei um aparamente juntamente com a minha namorada e algumas pessoas que eu conheci lá. No segundo ano morei com outro casal e no terceiro em um apartamento só pra gente.

    3 – Em todo esse tempo que passou no exterior realmente seu inglês melhorou muito?

    Sim. Cheguei la com nível quase zero. Retornei com o liestening e speaking avançado. Só preciso estudar mais a parte escrita que deixei um pouco de lado. Como trabalhava falando e ouvindo dei uma atenção maior nessa parte. Consigo ver filmes sem legenda tranquilamente e conversar com qualquer pessoa. Como trabalhei muito com Irlandeses isso me ajudou. A mesma coisa pra Stéfane que também sempre teve mais contatos com pessoas de outros países do que Brasileiros. Tudo depende do esforço porque conheci pessoas que estão na Irlanda a 2 anos e não falam quase nada.

    4- Já pensei em ser Au Pair, mas confesso que isso me amedronta um pouco. O que você acha a respeito.

    É um trabalho muito difícil no inicio mas compensa principalmente pelo inglês porque você vai morar com a família e ter contato 24h com a língua. Eu sempre recomendo tentar outras possibilidades mas se não der nada certo faço um au pair de alguns meses. Vale muito pela experiência cultural.

    Falta um pouco mais de um ano, mas já penso nisso todos os dias, estou mega ansiosa!

    O planejamento é a parte mais importante de todo o processo. Se você conseguir se organizar bem tudo vai ser mais fácil na Irlanda. Pesquisa, leia muito e tenha sempre os objetivos bem traçados que vai dar tudo certo.

    Sucesso e qualquer dúvida basta me perguntar.

    Abraços

  2. só uma correção, André. A pessoa apenas vai poder trabalhar meio período nos outros meses, mas só vai poder trabalhar 20 horas semanais. então o cálculo que você fez, está equivocado.

  3. Olá André,

    Todas as mudanças são para o fortalecimento do processo entao eu vejo com bons olhos essa parte da educação. Essa mudança do dinheiro é muito improvável pelo menos nesse primeiro momento porque seriam muitas coisas ao mesmo tempo sendo que eles vao demorar mais de 1 ano pra fazer tudo redondinho com as vistorias etc.. Acredito que em 2016, 2017 é que tudo vai estar realmente funcionando como previsto.

  4. Olá Aline,

    Bem, o prazo para trabalhar full time já esta determinado pela imigração então de certa forma as empresas vão estar cientes no momento da contratação. Nada impeça que uma pessoa entre full e passe para part time depois. Acredito que o próprio mercado vai se alinhar para as mudanças porque afinal eles precisam dos trabalhadores e em muitas vezes são estudantes justamente pela disponibilidade e interesse já que como sabemos os Irlandeses não são chegados em alguns tipos de trabalho.

    Abraços, sucesso sempre !

  5. Olá…

    Que pena só encontrei seu blog a pouco tempo, estou tentando me atualizar ao máximo rsrsrs

    Estou planejando ir a Dublin em 2016, este blog tem me ajudado muito, viva ao mundo moderno! hahaha

    Bom… tenho dúvidas…

    1- Li em um post ao qual você destaca a dificuldade em entender ingês no inicio. Isso acontece com a maioria dos intercambista? Esse é meu maior medo.

    2 – Bom, ainda não cheguei na parte na qual você fala sobre sua estadia, foi república?

    3 – Em todo esse tempo que passou no exterior realmente seu inglês melhorou muito?

    4- Já pensei em ser Au Pair, mas confesso que isso me amedronta um pouco. O que você acha a respeito.

    Falta um pouco mais de um ano, mas já penso nisso todos os dias, estou mega ansiosa!

    Aguardo seuas respostas!!!!! Agradeço desde já!

  6. E ai André. Valeu pelo comentário. Quando vi a noticia na terça-feira sofri um baque! Quase entrei em pânico já tava até pensando no plano B… rsss…. Mas o facebook e o orkut como você disse, hehe, são ferramentas excelentes, mas temos que tomar muito cuidado com as informações. Realmente a galera criou um pânico no face que parecia que tudo tinha desmoronado! Hehe… Ainda continuo preocupado, torcendo pra imigração não aumentar nem o Gnib e nem os 3 mil euros, mas estou muito mais tranquilo, porque entendo que essas mudanças são pra garantir a qualidade do intercâmbio principalmente para o intercambista. O jeito é manter sempre os pés no chão e ficar atento a todas as noticias! E vamo que vamo!
    Abraço,

  7. Oi André!!

    O primeiro pensamento que me veio com essa mudança nos meses de trabalho full time é que muitas empresas não vão se interessar em contratar um estudante sabendo que ele só poderá trabalhar 4 ou 2 meses no sistema full time. Você acha que isso pode acontecer?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s