Samba de gringo: Canta Brasil

Deixe um comentário Padrão

sorrir eu pretendo levar a vida… (Cartola)

Esta coluna pede licença a vocês leitores, e com toda a satisfação vem falar um pouco da cena sonora em Dublin, particularmente o samba.

Quando aqui se fala em samba, logo se imaginam brasileiros fazendo um barulho logo ao lado. Mas aqui retrataremos a famosa “roda de samba” feito por gringos, isso mesmo, com cavaquinho, rebolo, surdo, cavaco, cuíca, bandolim, tamborim e até caipirinha.

Uma das coisas mais interessantes é entender a troca cultural, de onde ela começa, como acontece e permeia. Pois é! Em Dublin, fora toda a beleza da cidade, seu charme, os tradicionais pub, pessoas oriundas de vários lugares, há também um grupo de samba chamado Canta Brasil, uma singela e charmosa homenagem ao nosso país.

Para se ter uma noção o grupo é formado por cinco mulheres irlandesas, mais um grego e um inglês de diferentes partes de Dublin, todos que tem uma coisa em comum: a paixão pelo samba. Os integrantes são: Grace Berkery (pandeiro), Jackie Maguire (pandeiro e tamborim), Roger Smith conhecido como Roger da Cuíca(banjo e vocal), Malvina Fleming (cavaquinho),Holly O’Reilly (bandolim/vocal), Michael Black( surdo e repique), Caroline O ‘Dea( vocal) e como não pode faltar o famoso “tempero” freqüentemente participação especial de um brasileiro, Daniel (violão).

Quem vê sente um laço familiar muito forte entre os integrantes, sintonia fina que tem como resultado um samba de altíssima qualidade.

O repertório vai desde sambas antigos como: Noel Rosa, Cartola , até Chico Buarque, Paulinho da Viola, Beth Carvalho, Zeca Pagodinho entre outros “bambas do samba”.

A roda de samba é como no Brasil, onde há espaço para interação com os participantes, todo mundo cantando e dançando, pode se ver também italiano, checos, alemães, logicamente em sua maioria brasileiros e irlandeses. Fantástica é ter a oportunidade de observar tudo isso, sentir e experimentar, tudo como um processo cultural de trocas constantes através do samba, como algo divertido, prazeroso e gostoso.

O grupo em sua maioria fala o português fluente, e também tem outro projeto paralelo de percussão chamado Morro 16, este um grupo de percussionista que toca nos principais festivais de música da Irlanda. Ainda precisamos descobrir de onde vem tanta influência boa, acreditamos que esse seja o maior charme do Canta Brasil. Como um processo de identidade cultural pode perpassar um oceano e um continente? Mulheres com desenvoltura tocando cavaquinho, pandeiro, os homens parecem cidadãos do morro, puxando a roda e administrando o entrosamento.

A roda de samba é algo mágico, lembra feijoada, caipirinha, futebol e lembranças da infância. Este evento proporcionado pelo Canta Brasil, fica algo bem interessante. Poder ver a bandeira do Brasil esticada sobre a mesa, releituras de clássicos da boa música brasileira, um sentimento que faz arrepiar. Tem que ver para crer!

Este texto de hoje é uma homenagem ao Canta Brasil e a todos brasileiros e estrangeiros que apreciam a nossa cultura que vive em Dublin ou estão espalhados pelo mundo, e aqueles que sempre levam para roda carinho e simpatia, nos deixando em casa, como se estivéssemos no Brasil.

E a gente aqui sai de fininho cantarolando: Não deixe o samba morrer, não deixe o samba acabar, o morro foi feito de samba, de samba, prá gente sambar… Samba sempre!Para quem quiser um pouco mais hoje tem roda de samba no Kobra-Bar e na sexta feira que vem estreia do primeiro documentario feito por brasileiros cujo tema é samba tocado por irlandeses.

Texto: Rapha Cruz – Blog Dublin para Brasileiros

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s