Estamos chegando….. por Marina Duarte

Comentários 4 Padrão

Texto enviado por e-mail:
Marina Duarte
marina__duarte@hotmail.com
João Pessoa – PB

Bem, falar da minha futura ida para Dublin não é nada fácil, e só de pensar nisso a ansiedade me consome. Falta pouco mais de 1 mês para meu amigo e eu chegarmos a chamada “Ilha da Esmeralda”, e todo dia nos pegamos falando disso, compartilhando novas descobertas em blogs e comunidades, vendo taxas de euro e sonhando com o que vamos fazer quando chegar lá.

Tanto eu, quanto meu amigo Yuri, sempre tivemos vontade de fazer um intercâmbio, aí acabamos indo nas agências especializadas daqui (de João Pessoa) e ver o que mais nos interessava. De início, nem passava por nossas cabeças que iríamos para Irlanda, eu queria ir para Espanha, e ele para o Canadá. Até que entramos em uma das agências que o atendente nos deu um orçamento e um panfleto pequeno e sem importância que falava de Dublin, levamos para casa e inicialmente não demos importância. Mais tarde Yuri começou pesquisar sobre o tal país (Pesquisa, isso SEMPRE é muito importante para quem pensa em fazer qualquer tipo de intercâmbio/viagem). Depois de vermos as vantagens do país acabamos nos interessando mais por Dublin, e então decidimos nosso destino e que faríamos essa aventura juntos.

Então começamos nossa incessante pesquisa sobre a Irlanda, que por sinal até hoje ainda não acabou. Pesquisamos agência, escola, tempo de permanência na residência, data de ida e de volta, de onde íamos embarcar, pesquisamos tudo, e hoje, eu particularmente, pesquiso e penso todo dia no que eu vou colocar na mala =~~. Optamos por fechar com uma agência que não é da nossa cidade, por ser muito mais caro aqui, fechamos por e-mail e msn, e pra mim isso foi um risco muito grande. Portanto pesquisar sobre a agência, ser bem atendido, ver depoimento de pessoas que já foram por ela e falar com os agentes é sempre muito importante. Mas graças a Deus a que nos fechamos não deixou nada a desejar e até agora está ocorrendo tudo nos conformes. Mas é bom ficar em alerta, porque agências sem compromisso existem muitas. A escolha da escola foi bem mais fácil, procuramos uma que fosse reconhecida pela ACELS porque temos o intuito de aperfeiçoar mesmo o inglês e que não fosse também tão cara. Espero ter acertado nas escolhas HAHAHA.
Ah, e a ansiedade? A perspectiva? O nervosismo? A saudade? O medo? O inglês? A escola? O frio? Isso ta tirando o meu sono há algumas semanas já. Como disse anteriormente, moro em João Pessoa, Nordeste do Brasil, sol e praia é o que não falta aqui, mínima de 22° à noite, portanto o frio me preocupa muito. E a saudade, sei que vou sentir falta dos meus pais, de morar numa casa onde tenho eles para fazerem quase tudo o que preciso, onde não preciso me esforçar muito pra resolver meus próprios problemas. E lá na Irlanda vai ser diferente, as coisas só vão realmente acontecer mediante meus próprios esforços. E claro não é só disso que irei sentir falta, sentirei saudade do convívio diário com as pessoas que amo. Portando, estou curtindo o máximo das pessoas que irão ficar no Brasil e das coisas do Brasil.

Sem mais delongas, a ansiedade é o fator que mais nos atinge. Não sei bem como explicá-la, talvez por mexer tanto com nossa cabeça, ela se dividi entre chegar o dia para embarcar na minha nova vida e o quanto quero aproveitar ao máximo o que tenho aqui. Tem dias que passam devagar, dias que realmente passam rápido, é só alguém tocar no nome Irlanda, pronto, não me resta outro assunto. Tem coisas que a gente vê em blogs e comunidades que nos deixam mais ansiosos, coisas que nos deixam receosos e ainda por cima resolver todos os problemas para não deixar nada pendente. Tudo toma uma perspectiva diferente, a imaginação se solta, as lágrimas começam a encher os olhos, o medo bate na porta, e num ponto alto de ansiedade acontece até a oscilação de humor quando algo parece não estar nos conformes, as pessoas que você ama, passa a amá-las mais e as querer mais perto, começa a querer ver todos os amigos, a ficar perto da família e, ao mesmo tempo, a cabeça já está lá em Dublin. De fato, a ansiedade é uma coisa que não dá para explicar totalmente, nem em tamanho, nem em força, ela afeta cada um de uma forma.

Como ponto positivo, a ansiedade ajuda a darmos mais valor aquelas pessoas afastadas e os “eu te amo” ficam mais frequentes. Tem que saber administrar bem, pois mal administrado pode-se tornar uma bomba dentro de você. Uma dica é se ocupar bastante, ser compreensivos com as pessoas que vamos deixar aqui, afinal, para elas também não é fácil e tentar achar um ponto de equilíbrio para que a ansiedade torne-se a mais benigna possível.

Se você tem vontade de contar suas histórias aqui no blog é só entrar em contato comigo, não precisar ser nenhuma escritor, é só abrir o word e soltar seus dedinhos hehehe. Você pode contar sobre sua preparação para a viagem, seus objetivos ou fazer como a Marina, relatar seus primeiros dias aqui na terra verde. Considero esse blog um encontro de amigos em onde todos podem se manifestar, tirar sua dúvidas e principalmente ajudar um ao outro.

Meu e-mail para envio de material: andrejhs@hotmail.com

Anúncios

4 comentários sobre “Estamos chegando….. por Marina Duarte

  1. Opa, eu sou de Pombal e estou indo em março
    vcs ainda tá por aí galera?

  2. oi pessoal, pela epoca do texto vcs ja devem ter chegado, ne? eu tbm sou de João Pessoa, e to indo com um amigo dia 2 de setembro. =)

  3. Marina fez um ótimo texto. Sim eu sou o Yuri do texto hehehe. Eita ansiedade. Pois é, administrar essa ansiedade é o mais difícil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s